AcrobActic 2012 | 8ª Edição

Às vezes sem palavras, outras cem crenças

 

Um sinal da cruz, um dia de sorte, uma hora de azar, um momento de luz, uma pausa na lua, um vagar ao sol.

Sereno credo, inocente promessa, abençoado coração, acreditada graça, límpida esperança sem incerteza.

Luz do mundo, sal da terra, jura de amor, triste fado, cantilena recitada de cor.

Afecto secreto, acordo em silêncio, tranquila coragem de alindar o céu da inaceitável descrença.

Voar, correr, parar, dormir, sonhar, acordar, criar, educar, aprender devagar, divagar.

Força de crer sem querer.

Vale então o crédito destas cem palavras: sem crenças, humano não sou!

José Manuel Castro

Advertisements

Deixe um comentário

Filed under 2012

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s